quarta-feira, 2 de maio de 2007

de uma noite, vim.
para uma noite, vamos,
uma rosa de Guimarães
nos ramos de Graciliano.

Finnegans Wake à direita,
un coup de dés à esquerda,
que coisa pode ser feita
que não seja pura perda?

Nenhum comentário: