quarta-feira, 19 de maio de 2010


ela virou o pescoço, se encostou no braço apoiado no joelho, mudou o cabelo de lado, fechou os olhos. esperou como quem nem esperava. estava acomodada na ponta do alto da escada central. foi tão devagar o encosto do lábio de baixo, depois o de cima, perfume quente. só percebeu que antes sonhava quando notou de repente que o mundo era uma boca macia na nuca.

2 comentários:

Guiga disse...

sublime

Giulia Piovezan disse...

é da sua sublime bicha hehe